Formatação de PCs e aulas de violão e guitarra

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , on 18/06/2011 by ocsjwolf

Caldas Novas - GO

Mitos sobre saúde.

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 18/03/2011 by ocsjwolf

Este texto é para derrubar alguns dos mitos sobre saúde, muitos deles repetidos tantas vezes que é difícil acreditar que não sejam reais.

Todos os mitos serão contestados pela ótica da ciência. Toda afirmação para ter base científica precisa ser comprovada. Muitas das afirmações abaixo são divulgadas amplamente, mas não apresentam nenhum embasamento científico.

1.) O SER HUMANO SÓ USA 10% DO CÉREBRO

Este é um mito muito antigo que se parece se originar do início do século XX quando ainda se entendia muito pouco sobre as funções do cérebro. Todos os trabalhos atuais de neuro imagem, análise estrutural e metabolismo sugerem que usamos muito mais do que 10% do nosso cérebro.

Não há nenhum indício de que existam áreas inativas ou hipofuncionantes no cérebro humano.

Do ponto de vista evolutivo, não faria sentido termos um cérebro tão grande se usássemos apenas uma pequena fração deste.

2.) DEVE-SE BEBER 2 LITROS DE ÁGUA POR DIA. NÃO SERVE OUTRO TIPO DE BEBIDA.

Em medicina não existe o famoso “one size fits all”. Ingerir líquidos é essencial para a manutenção da hidratação, mas não existe um número mágico que se aplique a todos.

O melhor modo de se controlar a hidratação corporal é através da cor da urina (assumindo que a pessoa não tenha nenhum problema renal e não toma diuréticos) e da sensação de sede.

Uma urina saudável é bem clara e apresenta fraco odor.

Em dias quentes precisamos beber mais água, às vezes mais que 2 litros. Em dia frios, talvez não seja necessário tanto. CE não necessariamente precisa ser água. A maioria das bebidas, sejam sucos, refrigerantes, chás etc… apresentam mais de 90% de água na sua composição. Após exercícios, perdemos no suor água e sais minerais. Neste caso a melhor reposição não seria com água pura.

Muitos alimentos também são ricos em água, principalmente as frutas.

Portanto, o ideal é manter uma urina sempre clara, as mucosas sempre úmidas e não ter sede. Isto já é um bom parâmetro para estimar a hidratação de uma pessoa.

3.) RASPAR O CABELO FAZ COM QUE ELE CRESÇA MAIS GROSSO E ESCURO

Apesar de ser uma teoria famosa, as evidências mostram que ela não passa de mito. Primeiro porque ao raspar o cabelo, não se atinge a raiz do mesmo, e portanto, não faz diferença raspar ou cortar com tesoura.

Alguns fatos favorecem esta confusão.

Primeiro, a barba de um adulto é mais encorpada que do adolescente por fatores hormonais. Como o homem começa a se barbear na adolescência o senso comum sugere que esta engrossou pelas sucessivas raspagens.

Segundo, conforme o pêlo cresce, ele fica mais fino nas pontas e ao raspá-lo, ficamos com a impressão de tê-lo engrossado.

Terceiro, o pêlo conforme cresce, é mais exposto a luz solar e a substâncias químicas que o fazem ficar mais claro. Quando raspamos, deixamos apenas a pequena parte mais escura que ainda não teve tempo de se descorar.

4.) TELEFONE CELULAR (TELEMÓVEL) PODE CAUSAR TUMOR CEREBRAL

Não há nenhuma evidência que as ondas de radio frequência dos celulares (telemóveis) aumentem os risco de neoplasia do cérebro. Na verdade, um trabalho dinamarquês seguiu 420.000 usuários de celular por 20 anos e não demonstrou nenhum aumento na incidência de tumores, independente da quantidade de horas expostas ao telefone.

5.) DOAR SANGUE FAZ ENGORDAR

Não consigo nem imaginar qual seria a explicação para tal teoria. Doar sangue não engorda, nem emagrece.

Aproveitando a deixa, doar sangue não afina, nem engrossa o sangue. Doar sangue não causa leucemia. Não é fator de risco para contrair HIV ou qualquer outra doença transmitida pela transfusão de sangue. Doar sangue não vicia e não causa alergia. (leia: DOAÇÃO DE SANGUE | informações para doadores)

6.) FUMAR MACONHA FAZ MENOS MAL QUE FUMAR CIGARRO

A maconha (marijuana) não é uma droga tão inócua como alguns tentam vender. Cigarro e maconha possuem substâncias que fazem mal a saúde. Ambos apresentam potencial de carcinogênico, ou seja, de induzir o aparecimento de cânceres. Um cigarro de maconha apresenta 4x mais alcatrão e 50% mais substâncias cancerígenas que um cigarro comum. A grande diferença entre a maconha e o cigarro é a quantidade consumida diariamente de cada um.

7.) ANTICONCEPCIONAL ENGORDA

Não há evidências que confirmem aumento substancial de peso em mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais. Nenhum trabalho conseguiu comprovar diferença maior que 0,5 kg no ganho de peso entre mulheres que tomam e não tomam pílula. O resultado independe do tipo e da dosagem dos hormônios.

Durante um dos trabalhos, 20% das mulheres do grupo que tomava anticoncepcionais, na verdade, emagreceu.

8.) ANTIBIÓTICO CORTA O EFEITO DOS ANTICONCEPCIONAIS.

Esta é uma meia verdade. A Rifampicina, usada principalmente na hanseníase e na tuberculose, interage com os anticoncepcionais. Alguns outros antibióticos como as penicilinas, metronidazol e tetraciclinas também podem causar alterações em algumas mulheres. De resto, não há problemas.

9.) HIPOTIREOIDISMO CAUSA OBESIDADE

Muitas pessoas com hipotireodismo culpam a doença pela sua obesidade. O fato é que o ganho de peso causado pela doença não é suficiente para causar excesso de peso. Na verdade hoje questiona-se se a obesidade, principalmente em crianças, pode causar hipotireoidismo, e não o contrário.

10.) COMER CENOURA MELHORA A VISÃO

A cenoura é rica em vitamina A e a deficiência desta realmente causa cegueira. Agora, pessoas que se alimentam normalmente, não são desnutridas e apresentam níveis normais de vitamina A não obtém nenhuma melhora na performance visual se ingerirem mais cenouras.

Portanto, vitamina A só melhora a visão naqueles que têm deficiência de vitamina A.

11.) MASTURBAÇÃO CAUSA ACNE

Masturbação não causa acne, assim como não causa ginecomastia masculina (seios nos homens), não faz crescer pêlos nas mãos, não causa cegueira, não faz aumentar o pênis e não vicia.

Masturbação é algo natural e saudável.

12.) CAMISINHA NÃO PROTEGE CONTRA DSTs E SIDA (AIDS)

Infelizmente esse é um mito que até a igreja de vez em quando ajuda a propagar. A camisinha realmente não protege 100%, mas as suas falhas estão muito relacionadas ao seu mal uso, facilitando que ela estoure ou saia do pênis, ficando dentro da vagina ou ânus. O uso de preservativo, quando ocorre sem problemas, realmente é muito eficaz contra a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis e gravidez.

Leia:CAMISINHA | Tudo o que você precisa saber
Leia: SAIBA COMO SE PEGA E TRANSMITE HIV E AIDS (SIDA)

13.) BEBER ÁGUA EM JEJUM EMAGRECE

Não há nenhuma indicação de que isso aconteça. Mas uma daquelas teorias que não se tem nem o que argumentar pela total falta de embasamento científico.

14.) HOMEOPATIA FUNCIONA TÃO BEM QUANTO A MEDICINA TRADICIONAL

Sei que vou irritar algumas pessoas, mas a homeopatia não consegue apresentar trabalhos científicos que comprovem sua equivalência em relação a medicina tradicional. Todos os trabalhos já publicados em revistas de renome mostram que a homeopatia apresenta os mesmos resultados do placebo (substância inócua)

Se nos casos de acne, gripe e outras infecções respiratórias pode-se aceitar o tratamento homeopático por serem doenças benignas ou auto-limitadas, o uso de homeopatia em vez da medicina tradicional para doenças graves como SIDA (AIDS), câncer, insuficiência renal, lúpus, infartos do miocárdio e infecções graves com sepse, é perigoso e contra-indicado.

Só porque a homeopatia teoricamente já tratou alguma doença sua, não significa que ela funcione. É preciso comprovar a eficácia de um tratamento em grande número de doentes para se descartar o efeito placebo e do acaso.

15.) COMER BANANAS IMPEDE AS CÂIMBRAS

Não é bem assim. Em alguns casos a banana pode diminuir a incidência de câimbras por ser rica em potássio, carboidratos e água. Na maioria das pessoas com câimbras recorrentes, a banana pouco ajuda se não forem tomadas outras medidas.

Leia mais em: TUDO SOBRE CÂIMBRAS

16.) ESTRESSE CAUSA ÚLCERA NO ESTÔMAGO

Quase todas as úlceras gástricas são causadas pela bactéria H.pylori ou por anti-inflamatórios (leia: Como e Quando tratar H.pylori e Ação e efeitos colaterais dos anti-inflamatórios

O estresse pode causar o que chamamos de dispepsia funcional, que são sintomas de queimação estomacal e azia, que se assemelham aos sintomas das gastrites e úlceras. Muitas vezes esses pacientes são submetidos a endoscopias que não revelam nenhum tipo de lesão no estômago.

Portanto, o estresse costuma causar sintomas parecidos com os de úlceras, porém não as realmente causa.

17.) URINA ALIVIA DOR DE QUEIMADURAS POR ÁGUA VIVA (ALFORRECAS)

Esse mito é muito comum nos E.U.A e acaba por se alastrar no mundo através dos programas de TV.

Não há nenhuma evidência de que a urina possa ser benéfica nestes casos. Pelo contrário, existe o risco de piora do quadro por um maior estímulo a liberação de toxinas por restos da água viva que permanecem grudadas na pele após o contato inicial.

O tratamento das queimaduras deve ser feito com limpeza local com água quente. Se você procura um remédio caseiro, vinagre e creme de barbear podem ser opções para retirar restos aderidos a pele.

18.) CHÁ DE QUEBRA PEDRAS PARA CÁLCULO RENAL

Muito pacientes com crises de cólicas renais começam a tomar chá de quebra pedras na esperança de se verem livres da maldita pedra nos rins.

Infelizmente o chá, de quebra pedras, só tem o nome. Funciona tanto quanto água. O fato de ser um líquido, faz com que se aumente a quantidade de urina produzida, facilitando a expulsão de pedras pequenas. Esse raciocínio vale para qualquer líquido.

Alguns trabalhos sugerem que o chá possa impedir o aparecimento de novos cálculos, porém, os que já existem não sofrem nenhuma alteração.

Leia: CÁLCULO RENAL (PEDRA NOS RINS)

19.) MANTEIGA PARA QUEIMADURAS

Queimaduras leves devem ser tratadas apenas com água fria. Não se deve passar nenhuma outra substância devido ao risco de infecção da ferida e atraso na cicatrização. Isso vale para manteiga, gelo, ovo, óleo de cozinha etc…

Nunca estoure as bolhas. Mantenha a ferida sempre limpa e a proteja com um pequeno curativo.

Se quiser saber mais sobre como tratar feridas em geral leia: TRATAMENTOS DE FERIDAS E MACHUCADOS

20.) CAFÉ MELHORA A INTOXICAÇÃO ALCOÓLICA

Por ser um estimulante, o café é muitas vezes usado para melhorar os sintomas da bebedeira e da ressaca. Não funciona além de poder piorar a ressaca, uma vez que a cafeína é um diurético e pode aumentar a desidratação, que é uma das causas do mal estar.

21.) ENTRAR NA ÁGUA APÓS AS REFEIÇÕES FAZ MAL

Quem é que nunca ouviu dos pais este alerta ?

Mas por que entrar na água depois de comer faz mal ? Não faz. Tomar banho ou mergulhar em piscina após comer não trás nenhum risco.

Porém, é bom abrir um parêntese aqui. Quando comemos, o corpo desvia boa parte do débito sanguíneo em direção ao trato digestivo para facilitar a digestão. Se fizermos algum exercício como correr ou nadar, parte deste sangue vai para os músculos e prejudica o processo de digestão. Banho quente também pode ter efeito semelhante, por causar dilatação dos vasos da pele e desviar do débito sanguíneo.

Logo, o problema não é a água em si, e sim o fato de que, quem entra em um piscina, costuma fazê-lo para nadar ou se exercitar. Se for apenas um banho refrescante, não há problema algum.

22.) PEGAR FRIO COM CORPO MOLHADO CAUSA GRIPE

Esse é outro mito extremamente difundido pelos pais.

Gripes e resfriados são doenças infecciosas, causadas pelos vírus Influenza e rinovírus, respectivamente. Portanto, para ser pegar um dos dois, é preciso contato com alguém doente. Sua geladeira por exemplo, não transmite gripe.

No inverno, principalmente nos países de clima temperado, realmente ocorrem mais casos de gripe. Isto acontece devido a 2 motivos. Um é a variação sazonal natural do vírus, que é maior nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro, outono e inverno no hemisfério norte. Segundo porque em dias frios, as pessoas tendem a ficar mais reunidas em locais fechados, favorecendo a transmissão do vírus.

23.) VITAMINA C PREVINE GRIPE

Não há nenhum trabalho que consiga comprovar a eficácia da vitamina C contra gripes e resfriados.

Em 2007 saiu um trabalho com 11.000 pacientes. Metade tomou vitamina C, a outra metade, placebo. Ao final do estudo, não houve nenhuma diferença na incidência de gripe entre os 2 grupos.

24.) COMER MUITO DOCE CAUSA DIABETES

Vários fatores podem levar ao diabetes, principalmente obesidade e a fatores genéticos. Agora, comer doces não causa diabetes em ninguém, a não ser que excesso de carboidratos leve ao sobrepeso. Do mesmo modo, comer chocolate, por si só, também não leva ao diabetes.

25.) COMER CHOCOLATE CAUSA ESPINHAS (ACNE)

Também não há nenhum estudo que consiga comprovar que comer chocolate cause ou piore a acne. Existe ainda muito debate se a alimentação tem alguma influência sobre as espinhas. Até o momento não se conseguiu comprovar nenhuma relação clara.

26.) A GRIPE SUÍNA (GRIPE A) É UMA DOENÇA MUITO GRAVE

Na verdade a gripe suína apresenta uma mortalidade menor que a gripe comum.

Apesar de já ser uma pandemia, a gripe suína é tão perigosa quanto a gripe comum em pessoas saudáveis. O problema está em idosos, grávidas, bebês e imunossuprimidos.

27) TOMAR SORVETE (GELADO) PIORA A GRIPE OU RESFRIADO

Não é verdade. Se você estiver com a garganta inflamada, pode até piorar a dor, mas piorar a doença, isso não piora.

Saiba mais sobre os 65 anos do primeiro computador eletrônico digital

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 13/02/2011 by ocsjwolf

Por Isis Nóbile Diniz, da Redação Yahoo! Brasil

Hoje em dia um iPhone na mão de uma criança é um brinquedo manipulado com extrema naturalidade. Quem nasce na era do touch-screen não imagina que está diante de um velhinho que, nesta segunda-feira (14), completa 65 anos de vida: o computador digital. A data marca o lançamento do Eniac (abreviação de Electrical Numerical Integrator and Computer), desenvolvido na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, entre 1943 e 1946. A importância do Eniac está em ser o primeiro computador eletrônico digital que calculava em larga escala.

“O Eniac foi o primeiro do tipo desenvolvido nos Estados Unidos em um projeto bem sucedido e predecessor de computadores importantes para a evolução dessas máquinas”, afirma Maria Cristina Ferreira de Oliveira, professora do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP). Segundo a professora, o projeto inicial previa o investimento de US$ 150 mil, mas acabou custando US$ 400 mil. “Na época, para criar qualquer máquina era necessário mihões de dólares”, conta Maria Cristina.

Computadores e a guerra
Engana-se quem imagina que, na década de 1940, os pesquisadores pensavam em elaborar um computador para uso pessoal. Essas máquinas se desenvolveram significantemente com a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais. O Eniac, por exemplo, foi criado para calcular tabelas balísticas. “Os americanos queriam saber como deveriam posicionar seus canhões para certar o alvo. Antes do Eniac, esses cálculos exigiam grande esforço humano, sistematizado e automatizado com o computador e que também reduziu erros”, explica a professora.

O Eniac demandava muita mão de obra. Ele ocupava uma sala com 300 m2, tinha 2,5 m de altura e pesava 30 toneladas. Possuía 17.470 válvulas que esquentavam e , por queimarem, sempre tinham que ser substituídas. Ele era programado fisicamente por um painel repleto de plugues e chaves – conforme a posição delas, ele executava uma tarefa.

Os dados eram inseridos por meio de cartões perfurados, sendo que o resultado era apresentado em um painel repleto de luzes, chaves e cabos que acendiam ou apagavam de acordo com a função. Realizava cinco mil operações aritméticas por segundo. De acordo com o Computer History Museum, localizado na Califórnia, Estados Unidos, em uma década esse trambolho fez mais contas do que a humanidade inteira tinha feito até então. “Hoje, qualquer calculadora de engenharia é mais rápida que ele”, conta Maria Cristina.

História do computador
No livro “Introdução à Programação com Ada 95”, o autor Arthur Vargas Lopes conta que as avós dos computadores eram as máquinas de somar no início do século 17. Em meados de 1800, criou-se uma conhecida como “difference engine” que definiu o conceito de computador digital mecânico controlado por programa, que incorporava uma unidade aritmética, uma unidade de armazenamento, mecanismos para leitura e gravação de cartões perfurados para impressão”.

Segundo o museu Computer History Museum, o censo de 1890 nos Estados Unidos, com cerca 63 milhões de habitantes, não teria terminado antes de 1900 se não fosse criada a máquina de tabulação que lia dados gravados em cartões perfurados. Inspirado na ideia, em 1934, o computador Mark 1, projetado na Universidade de Harvard, multiplicava dois números de 23 dígitos em seis segundos – um computador atual faz o mesmo em menos de um segundo.

Depois do Eniac, nasceu o Edvac com memória binária – como são os computadores atualmente -, marcando o aparecimendo dos modernos computadores digitais. O Edvac, diferentemente do antecessor, usava a mesma memória para armazenar dados e programas sem a necessadade de alterações na parte física (espécies de manivelas). Em seguida, veio o Univac, primeiro computador comercial. “Antes, os computadores eram essencialmente usados em ambientes acadêmicos e de pesquisa”, explica Maria Cristina. “Países, bancos, grandes coorporações tinham interesse nele, já que fazia cálculos funcionando em diferentes contextos”, completa.

A demanda pelo computador crescia em meados de 1950. Na época, os interessados reservavam horas para usá-lo. Até que vieram os mainframes, que poderiam ser comprados por um preço mais acessível, mas deveriam ser mantidos em salas refrigeradas. Para aplicações acadêmicas, foram criados os minicomputadores e, em seguida, os microcomputadores e os computadores pessoais (PCs). Até chegarmos ao que conhecemos hoje.

Cientistas dão mais um passo para criar efeito da invisibilidade

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 04/11/2010 by ocsjwolf

Londres, 3 nov (EFE).- Cientistas da Universidade de St. Andrews, no Reino Unido, anunciaram a criação de um material chamado Metaflex, que dá mais um passo à fabricação de tecidos que permitam criar o efeito da invisibilidade dos objetos.

O Metaflex é um meta-material, ou seja, um material artificial que apresenta propriedades eletromagnéticas incomuns, que procedem da estrutura projetada, e não de sua composição.

No passado, foram desenvolvidos meta-materiais que curvam e canalizam a luz para tornar invisíveis os objetos em longas longitudes de onda, mas a luz visível representa um desafio maior.

A pequena longitude de onda da luz do dia faz com que os átomos do meta-material precisem ser muito pequenos, e até agora estes átomos menores só puderam ser produzidos sobre superfícies planas e duras, incompatíveis com os tecidos das roupas.

A novidade apresentada por este trabalho é que o Metaflex consta de membranas flexíveis de meta-material, criadas graças ao emprego de uma nova técnica que permitiu liberar os meta-átomos da superfície dura sobre a que foram produzidos.

Desta maneira, o Metaflex pode atuar em longitudes de onda de 620 nanômetros dentro da região da luz visível.

A união destas membranas poderia produzir um “tecido inteligente”, que seria o primeiro passo para fabricar uma capa ou qualquer outra peça para “fazer desaparecer” à pessoa que a vista. EFE

fpb/pa

Estudo indica que Moisés teve ajuda do vento para abrir o Mar Vermelho

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , on 23/09/2010 by ocsjwolf

WASHINGTON (AFP) – Pesquisadores americanos acreditam ter descoberto o exato ponto onde Moisés teria dividido as águas do Mar Vermelho, 3.000 anos atrás, para que o povo judeu pudesse fugir em segurança do faraó egípcio, e também como ele teria conseguido: com uma ajudinha do vento.

“As pessoas sempre foram fascinadas por essa história do Êxodo, indagando se tinha base em fatos históricos”, estimou Carl Drews, do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas, principal autor do estudo, publicado no site da Public Library of Science.

“O que este trabalho mostra é que a descrição das águas se abrindo de fato possui uma base nas leis da física”, acrescentou.

A Bíblia descreve como os israelitas “passaram pelo meio do mar no chão seco”, com uma parede de água de cada lado, enquanto um forte vento soprava do leste.

Os pesquisadores não podiam simplesmente usar a Bíblia como referência para deduzir a localização geográfica da travessia, porque “embora o autor do Êxodo tenha tentado de fato apontar o local onde Moisés atravessou, infelizmente os nomes usados não são mais reconhecidos”, disse o cientista à AFP.

Drews e seu coautor, o oceanógrafo Weiqing Han, da Universidade do Colorado, focaram sua busca pelo local onde a travessia poderia ter ocorrido em um ponto onde há uma faixa de terra na água, descartando lugares considerados anteriormente por outros estudos, como o Golfo de Suez ou em um ponto perto de Aqaba, na atual Jordânia.

A dupla descobriu que, quando o vento sopra, a água pode se levantar e se “dividir” no local da faixa de terra, explicou Drews.

“Um monte de refugiados pode correr pelo meio, e quando o vento para, a água subitamente volta a ficar como antes, atingindo quem estiver no caminho”, afirmou.

Drews e Han chegaram a um local no leste do Delta do Nilo, em um sítio arqueológico chamado de Tell Kedua, a norte do Canal de Suez na costa mediterrânea.

Neste ponto, acreditam que um antigo braço do Nilo e uma lagoa costeira um dia tenham formado um ‘U’ à beira do Mar Mediterrâneo.

Com a ajuda de um satélite, os cientistas fizeram um modelo da área, e modificaram o terreno para que se parecesse com a forma que tinha há 3.000 anos. Depois, preencheram o modelo com água e fizeram vento soprar.

De acordo com seus cálculos, um vento de 100 km/h soprando durante 12 horas teria sido capaz de empurrar a água em até dois metros de profundidade por cerca de quatro horas – tempo suficiente para que Moisés e seu povo atravessassem para a liberdade.

Poluição Sonora Eleitoral

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 21/09/2010 by ocsjwolf

Por: Quintino Gomes   Opinião carioca

O Político Porcalhão reclama muito das placas mas deixa de lado algo que as vezes é muito mais chato, os carros de som. Por alguma razão alguns candidatos tem em sua cabeça que colocar carros com sons a altura, no começo da manhã vai lhe dar votos…

Não reclamo deles existirem, apesar de não entender a utilidade. A esmagadora maioria é dos candidatos a deputado estadual e federal, e com jingles péssimos e irritante (exceção à Clarissa Garotinho, a música dela é chiclete).

Junto com o controle de placas, quem sabe proibir nas próximas eleições, o TRE poderia controlar também os carros de som, quem sabe até proibindo. E isso é possível, antes havia galhardetes em poste, outdoors, papel em muros e isso acabou. Claro que tem de saber balancear para evitar uma ação fria que só ajuda quem já está no poder.

Um dos grandes mistérios do Universo é a sua simples existência.

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , on 11/09/2010 by ocsjwolf

De acordo com a física, ele não poderia existir. Quando matéria e antimatéria se chocam, como aconteceu no grande pum que começou tudo, uma teria que aniquilar a outra. Mas isto não aconteceu, para grande perplexidade dos físicos.

A explosão inaugural criou a mesma quantidade de matéria e de antimatéria, mas a matéria prevaleceu, venceu a maioria dos seus embates com a antimatéria e formou o Universo como nós o conhecemos.

Paradoxo: a prova de que a teoria dos físicos sobre a inevitável aniquilação mútua das partículas e das antipartículas estava certa seria a não existência do Universo, mas sem o Universo como os físicos iriam abrir champanhe e comemorar?

Agora parece que o pessoal descobriu uma explicação para essa assimetria até agora inexplicável, mas sem diminuir o mistério. Se entendi bem — o que eu duvido — no choque entre matéria e antimatéria a matéria leva uma vantagem, que tanto pode ser uma partícula ainda por descobrir para a qual a antimatéria não tem equivalente e que garante a sua sobrevida, quanto um milissegundo de tempo a mais para se estabelecer enquanto a antimatéria desaparece, ou vai formar um antiuniverso paralelo e nunca mais é vista.

Quer dizer, depois do choque há uma paradinha que favorece a matéria. Como se esta tivesse um juiz ao seu lado que lhe permitisse jogar com doze ou não apitasse o fim do jogo antes de ela fazer seu gol da vitória.

Pense nisso: você, sua tia Gigi e as montanhas do Himalaia podem dever sua existência a uma hesitação.

A metáfora do juiz a favor pode sugerir divagações filosóficas e, inevitavelmente, religiosas.

O que ou quem é esse juiz que decide pela existência do universo em vez do nada? Se é para haver uma intervenção divina então este é o momento para ela se manifestar.

Pode-se imaginar Deus coçando a barba diante da escolha: matéria (um universo com todas as suas chateações, a exigir a sua interferência constante) ou a paz do vazio?

E pensando: se eu não queria confusão, por que, para começar, provoquei a grande explosão?

E decidindo: que vença a matéria, e que ela forme mundos, e vamos ver no que vai dar.

Autor: Luis Fernando Veríssimo

Fonte: Jornal Bom Dia

Saiba mais: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=assimetria-entre-materia-antimateria&id=020130100519

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.