Mercosul debaterá medidas de proteção social para atenuar crise

Dom, 14 Dez, 06h33

Costa do Sauípe (Brasil), 14 dez (EFE).- Os países do Mercosul aproveitarão suas reuniões desta semana na Costa do Sauípe para discutir medidas de proteção social que lhes permitam enfrentar os efeitos negativos da crise financeira internacional, informaram hoje fontes oficiais.ca-3de83286ddcc23eb9754813a9197ddce

As medidas sociais serão discutidas inicialmente amanhã em reunião dos ministros das Relações Exteriores e os de Desenvolvimento Social tanto dos países-membros do Mercosul como dos associados do bloco.

Pela primeira vez, o Conselho do Mercado Comum (CMC), integrado pelos ministros de Relações Exteriores e de Economia do Mercosul, será ampliado aos titulares das pastas de Desenvolvimento Social ou autoridades afins dos Estados-membros e associados, segundo um comunicado divulgado pela Chancelaria brasileira.

Na reunião “serão debatidas medidas de promoção e de proteção social em resposta à crise financeira mundial e as bases de um Plano Estratégico de Ação Social do Mercosul, que prestará apoio técnico à formulação e avaliação de políticas sociais desenvolvidas no âmbito regional”, diz a nota.

O Mercosul tem como membros plenos Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, com a Venezuela em processo de adesão, e, como associados, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru.

Na cúpula de chefes de Estado do Mercosul e de seus países associados de terça-feira também participarão como convidados os presidentes de México, Cuba, Panamá, Suriname e Guiana.

A crise financeira internacional também será discutida na Cúpula da América Latina e o Caribe (Calc) para a Integração e o Desenvolvimento, que será realizada entre terça-feira e quarta-feira em Costa de Sauípe e que acontecerá, pela primeira vez sem a presença dos Estados Unidos ou da União Européia.

Como grandes exportadores de alimentos e matérias-primas, cujos preços caíram no mundo todo pela crise financeira, e como países que dependem do crédito exterior, os países da América Latina e o Caribe sofreram severamente os efeitos da crise internacional. EFE cm/jp |Q:POL:pt-BR:11002001:Política:Diplomacia:Reunião de cúpula ECO:pt-BR:04008010:Economia, negócios e finanças:Macroeconomia:Instituições econômicas internacionais ECO:pt-BR:04008011:Economia, negócios e finanças:Macroeconomia:Comércio internacional (exterior) POL:pt-BR:11005000:Política:Cooperação internacional|

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: